Enfim, férias!

Enfim, férias!

Chegou o momento mais aguardado de 2018, o fim (hehe). Aquele merecido descanso, depois de tantos desafios… Hora de fazer as malas e ‘cair na estrada’!

Viajar é muito bom! Aguça nossos sentidos. Nos mantém curiosos e criativos. Além de aliviar o estresse e ‘recarregar as energias’. Porém, quando a viagem é longa demais, é importante tomarmos alguns cuidados para evitarmos uma inimiga chata, inconveniente e muito perigosa: a Trombose Venosa Profunda (TVP).

Ficar horas sentado na mesma posição (durante um vôo, por exemplo) diminui o fluxo sanguíneo dos membros inferiores, aumentando as chances de formação de coágulos. E isso pode acontecer com qualquer um? Pior que sim, mas em pessoas com problemas genéticos de coagulação, ou que usam anticoncepcionais, ou realizam tratamento hormonal, ou fumam, ou têm varizes, ou insuficiência cardíaca, obesos e idosos correm maior risco de desenvolver a doença.

Separamos algumas dicas que vão te ajudar a evitar a TVP:

  • Realize pequenas caminhadas a cada hora (se possível);
  • Movimente os pés e as pernas enquanto estiver sentado (movimentos circulares no ar);
  • Utilize roupas confortáveis e largas durante o trajeto;
  • Mantenha-se hidratado com muita água;
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Evite o uso de calmantes e comprimidos para dormir;
  • Evite fumar;
  • Pessoas com dificuldade de locomoção devem priorizar poltronas no corredor;
  • Viajantes, de maneira geral, e especialmente os portadores de insuficiência venosa ou varizes, devem utilizar – sob prescrição médica – meias de compressão elástica;
  • Pessoas com fatores de risco* para trombose devem marcar consulta com o especialista, para prevenção com uso da meia e medicação anticoagulante;

Fique atento aos fatores de risco da TVP, siga nossas dicas e aproveite seu merecido descanso, sem surpresas desagradáveis. Cuide-se!

*Principais fatores de risco: obesidade, uso de anticoncepcionais, sedentarismo, idade maior que 40 anos, doença crônica, tabagismo, cirurgia recente, trauma, gestação, história pessoal ou familiar de trombose

No Comments

Post A Comment