Aterosclerose. O ponto de origem para várias doenças.

Aterosclerose. O ponto de origem para várias doenças.

Aterosclerose. Esse nome de difícil leitura na primeira tentativa representa um processo patológico crônico que resulta na formação de uma placa no interior da veia. Essa placa, de formação diversa, é ponto de origem para várias doenças, inclusive para doenças que geram consequências severas.

Em termos comuns, a aterosclerose é o acúmulo de diversas substâncias, como gordura e cálcio, nas paredes das artérias. A redução brusca do espaço de circulação do sangue pode ser fruto tanto do aumento da placa quanto pelo rompimento da mesma, cujo sangue coagulado resulta igualmente na dificuldade ou impossibilidade de circulação do sangue.

Um dos grandes perigos da aterosclerose é que ela pode causar várias doenças circulatórias diferentes, dependendo em que parte do corpo ela se forma, e cada uma possui seu próprio diagnóstico e tratamento.

 

Fatores de risco

Pode soar repetitivo citar aqui o sedentarismo, má alimentação, hipertensão, diabetes, alto colesterol, tabagismo e obesidade, mas é fato que grande parte da população apresenta – senão várias – pelo menos algumas dessas características.

A maioria dos problemas circulatórios têm origem nos maus hábitos, que geram os fatores de risco e podem levar a doenças gravíssimas. A aterosclerose, por exemplo, é responsável por doenças que mais levam ao óbito nos Estados Unidos, devido a todas as consequências da obstrução de uma veia importante.

 

Sintomas

Como dito anteriormente, a formação da aterosclerose é silenciosa, trazendo consigo pouco ou nenhum sintoma. Em geral, os sintomas só começam a aparecer quando o quadro já evoluiu bastante e resultou em doenças circulatórias importantes, por isso a prevenção ainda é a melhor solução.

Entre os sintomas que podem ocorrer, estão:

– Angina

– Cãibras na região afetada

– Palpitação ou arritmia

– Fadiga

– Aumento da pressão arterial

Os possíveis sintomas se diferem porque na aterosclerose os acúmulos podem se dar de formas diferentes, causando estragos diferentes na circulação.

 

Tratamento 

Da mesma forma como variam os sintomas conforme o tipo de dano causado, o tratamento segue a mesma lógica, indo desde mudança de hábitos aliados a administração de medicação até cirurgias mais complexas.

Esse é o legítimo caso em que se pode dizer que o melhor tratamento é a prevenção, é evitar a formação da placa. Por isso, a importância de manter os exames preventivos em dia. Na Clínica Vena, além do acompanhamento do paciente para evitar que qualquer doença circulatória se torne um quadro ainda mais grave.

Agende seus exames preventivos com frequência e mantenha hábitos saudáveis.

No Comments

Post A Comment