Úlcera Venosa: o que é, por que aparece e como tratar?

Úlcera Venosa: o que é, por que aparece e como tratar?

A úlcera venosa é um tipo de ferida que surge mais frequentemente nas pernas, principalmente nos tornozelos, devido à insuficiência superficial ou profunda da circulação do sangue nas veias. A doença promove o acúmulo de sangue e rompimento das veias, ocasionando feridas com cicatrização demorada, além de inchaço na perna e escurecimento da pele. Há pessoas que sofrem meses, anos e até décadas com úlceras que não cicatrizam.

Quando a circulação está comprometida, ocorre um aumento da pressão do sangue dentro das veias, que não consegue voltar ao coração. Esse aumento da pressão leva à disseminação de água, células do sangue e outros fatores inflamatórios de dentro da veia para o espaço entre as células da pele e do tecido gorduroso subcutâneo.

Esse mecanismo é responsável pelo inchaço e aparecimento de áreas escurecidas na pele. Quanto mais essas substâncias e células se espalham, mais custosa se torna a circulação local, e quanto mais difícil fica a circulação, mais disseminação: é um ciclo vicioso. O problema dificulta a chegada do sangue arterial rico em nutrientes nas áreas afetadas, causando alterações na nutrição da pele. Uma vez que as células daquela região da pele morrem, por falta de oxigênio e nutrientes, aparece uma ferida. O aparecimento da úlcera também pode ser desencadeado por um trauma local (corte, batida, escoriação), que, atingindo uma pele já doente e sofrida, acaba abrindo uma lesão.

 

Sinais e sintomas mais comuns da insuficiência venosa

  • Hiperpigmentação: caracterizada pelo extravasamento de glóbulos vermelhos.
  • Veias dilatadas: habitualmente mais visíveis no tornozelo.
  • Veias varicosas: que geralmente estão proeminentemente dilatadas.
  • Edema: causado pelo aumento da pressão venosa nas veias varicosas.
  • Atrofia Branca: afeta áreas não vascularizadas de tecido branco e forma manchas rosadas devido à dilatação dos vasos capilares. A pele torna-se fina e muito dolorosa ao toque.
  • Lipodermatoesclerose: provoca rigidez e fibrose da derme e do tecido subcutâneo.
  • Dor: ocasiona a sensação de peso e coceira.

 

Como evitar o aparecimento de úlceras venosas?

A principal forma para evitar o problema é o tratamento precoce das varizes. O ideal é tratá-las antes do início do inchaço e escurecimento da pele, uma vez que essas alterações podem não regredir, mesmo após a retirada das veias doentes.

O tratamento das varizes vai depender da avaliação do Cirurgião Vascular com exame físico detalhado e ultrassom doppler venoso de membros inferiores. Com isso, ele irá definir qual a melhor técnica para cada caso.

 

Quais os tratamentos para quem já tem úlcera venosa?

Além do tratamento das varizes, existe uma série de medidas para evitar o inchaço da perna e o consequente extravasamento de células sanguíneas e substâncias que prolongam o problema. 

O tratamento começa com a avaliação minuciosa da perna afetada. O médico especialista vai identificar a presença de varizes e outras doenças, como diabetes e pressão alta, que devem ser tratadas para que a úlcera possa cicatrizar. Em caso de infecção, é necessário tratamento imediato com antibióticos.

Quando a ferida está aberta a atenção deve ser ainda maior. A recomendação mais importante é a respeito dos cuidados com curativos. Mas, além deles, outras terapias como laserterapia, ozonioterapia e acupuntura podem ser recomendadas para o alívio da dor e aceleração da cicatrização.

A importância dos curativos

Manter a ferida coberta é melhor do que descoberta, por isso é imprescindível a realização de curativos, antes e depois do tratamento das varizes, até que as úlceras estejam completamente cicatrizadas. O curativo evita a infecção local, protege contra traumas, absorve secreções e mantém a área hidratada para acelerar a cicatrização.

Um grande aliado no cuidado de feridas é o Curativo de Cobertura Tecnológica, que utiliza coberturas específicas para cada tipo e gravidade de lesão. Alguns exemplos são: Ácidos Graxos Essenciais, Hidrofibra Antimicrobiana com Prata, Hidrogel, Tela de Silicone, PHMB Gel, PHMB Solução, Terapia Compressiva, Papaína e Creme Barreira.

O enfermeiro deve avaliar o aspecto da ferida para recomendar a cobertura adequada, a fim de criar um ambiente propício para o processo de cicatrização. Em alguns casos, pode haver a possibilidade de utilizar mais do que uma cobertura na ferida.

Por cima do curativo, deve ser realizada ainda a compressão da perna com faixa ou meia elástica. Esse ponto é fundamental para o sucesso do tratamento. A compressão diminui o tempo de cicatrização das úlceras varicosas. Existem linhas de meias de compressão próprias para quem tem úlcera.

 

Laserterapia

A laserterapia fornece energia para as células, diminuindo o tempo de cicatrização, a dor, a inflamação e o edema. O paciente apresenta alívio dos sintomas desde a primeira sessão. Outros benefícios da laserterapia são:

  • Aumento do metabolismo
  • Estímulo da produção de fatores de crescimento e proliferação celular
  • Melhora da regeneração
  • Efeito anti-inflamatório
  • Diminuição do edema
  • Redução da formação de tecidos fibróticos
  • Estímulo à função nervosa
  • Estímulo da produção de endorfinas

 

Ozonioterapia

É baseada no resultado da transformação de oxigênio (O2) medicinal em ozônio (O3). É um potente oxidante, melhorando a oxigenação sanguínea. O tratamento garante um melhor suprimento de oxigênio tecidual, atuando como analgésico e anti-inflamatório e estimulando o crescimento do tecido. Em contato com fluídos orgânicos, promove também a formação de moléculas reativas de oxigênio, que proporcionam benefícios à reparação tecidual. Assim, o crescimento do tecido epitelial é facilitado, inibindo o crescimento bacteriano e o aparecimento de micróbios e fungos.

 

Acunpuntura

A acupuntura é um técnica de origem oriental, reconhecida pela OMS como procedimento válido na saúde em 1988. Trata-se de puncionar agulhas em pontos específicos, visando à terapia de algumas doenças através da aplicação de estímulos na pele.

Recomendado quando a dor causada pela lesão é muito aguda, a acupuntura tem sido usada como técnica auxiliar no tratamento de feridas. Aplicada por um profissional com formação específica para tratar feridas, tem se mostrado uma grande aliada no alívio da dor.

 

Neste artigo, tratamos especificamente das úlceras decorrentes de problemas da circulação venosa. Existem ainda diversas causas para o aparecimento de ferimentos que não cicatrizam. Por isso, é imprescindível a consulta com um Cirurgião Vascular para verificar a causa e indicar o tratamento mais adequado.


Evite o tratamento com receitas caseiras, pomadas e curativos antes de ser devidamente avaliado por um especialista.

A Clínica Vena oferece os melhores e mais modernos tratamentos vasculares. Entre em contato e agende sua consulta com um dos nossos especialistas.

☎pelo telefone: 54. 3538.1666
📱pelo whats: 54. 99112.7039 (clique aqui: bit.ly/whatsVena)
💻pelo site: bit.ly/agendarClinicaVena

No Comments

Post A Comment